Lâmina 20: Responsabilidade

20/11/2017

Reorientando: integração e reponsabilidade pessoal e interpessoal. 

Sem a responsabilidade a vida perde o seu alinhamento natural. O indivíduo vai dando uma cabeçada aqui, outra acolá; perde amizades, relacionamentos maravilhosos que deixam saudades, contatos que lhe seriam de grande valia mais adiante, etc.; tudo por conta da sua irresponsabilidade consigo mesmo e com o outro.

Quando uma pessoa tem um sentimento muito forte de irresponsabilidade, esse sentimento passa a se refletir em todas as suas ações, atitudes, gestos, etc., mesmo nos menores detalhes. Muitas vezes, sem perceber, a pessoa vai afastando de si seus melhores valores, sejam pessoas, trabalhos, finanças, oportunidades, estudos, riquezas, talentos, etc.

O tempo vai passando e a vida começa a exigir mais e mais daquela pessoa, até o ponto em que ela começa a perceber o absurdo em que está vivendo. Quanto mais procura seus objetivos, mais eles se afastam dela. Ou seja, são tantos obstáculos criados pela sua irresponsabilidade que esta pessoa se sente sufocada, constrangida, magoada, sofrida, sem horizonte... É necessário acertar até o último ceitil, lembra?

Contudo a vida é sempre rica em oportunidades, e sempre é tempo de vivê-la, de reinventá-la, de redirecioná-la. Por isso estamos aqui. Hoje apresentamos a fórmula "responsabilidade", justamente para o indivíduo que precisa corrigir em si mesmo, de modo profundo e continuado, esse padrão mental da irresponsabilidade. Pode ser que esse padrão esteja aí há séculos seculorum! Não tem problema, o que somos hoje é o produto final de quem somos em realidade. O que é necessário é que se arregasse as mangas, que se respire fundo, que se esqueça o passado irresponsável, e que se recomece do beabá, calmamente, serenamente, e aguarde tempo oportuno para começar a rever os seus valores voltando! Assim é que é. Papo reto, caminho reto. Qualquer atalho que se apresente é mais uma ilusão a te reter na quebradeira.

Passará a ver o quanto vale uma ação bem aventurada, um pequeno gesto desapegado, uma amizade sincera, um afeto sem sexo, um sorriso sem dentes, uma solução infantil, e até mesmo a dança dos objetos aparentemente inúteis que sempre estiveram ali, ao seu serviço, sem que você reparasse neles!

Somos todos caminheiros numa longa estrada em direção maturidade de nossa alma! Quem se ama, se cuida!

R$ 13,44