Lâmina 03: Amor próprio

29/11/2016

Reorientando: maus tratos, humilhações, vexames, bullying e carências emocionais.

Reorientando: maus tratos, humilhações, vexames, bullying e carências emocionais.
Reorientando: maus tratos, humilhações, vexames, bullying e carências emocionais.

Ame o próximo como a si mesmo(a). 

Não mais do que a si mesmo(a)!

29/11/2016

Essa Lâmina, amor próprio, vem como um bálsamo, suavizando e neutralizando as feridas emocionais que um número enorme de pessoas são portadoras.

Essas feridas foram causadas naturalmente no embate que a vida proporciona a todos nós. Não importa aqui saber quem tem ou quem deixa de ter razão. Importa aqui que cada um cuide de si. Cuide de suas feridas.

Pessoas que sofreram maus tratos, humilhações, bullying em qualquer grau, geralmente ficam marcadas por anos a fio por essa dor existencial e, muitas vezes, carregam consigo uma mágoa escondida, que raramente mostram aos outros; algumas vezes essa mágoa é "tratada" quase como um troféu, como um despojo de guerra, uma relíquia.

Ocorre que a mágoa em qualquer grau, nova ou antiga, é uma concentração de energia negativa, e quanto mais a pessoa se concentrar nela mais ela crescerá e maior será o seu poder destrutivo; ao outro, se esse outro não souber se defender, mas principalmente, a si mesmo. O maior prejudicado será sempre a pessoa que se magoa e "guarda" o registro vivo dessa mágoa em sua memória. O que acarretará problemas em todos os seus "corpos": espiritual, mental, emocional e, com o tempo, atingirá também o seu corpo físico, causando uma desagregação molecular, dores, e vários tipos de doenças psicossomáticas.

Maus tratos, humilhações, bullying e abusos em geral são situações geralmente sofridas por quem já traz consigo uma enorme carência emocional. Traz consigo, no seu campo emocional, esse registro de falta. A pessoa se sente injustiçada por essa situação onde falta amor, carinho, afeto, conforto, lazer, merenda, apontador, borracha, caderno, livros, pão sobre a mesa, às vezes falta também a mesa, o dinheiro da passagem, e em alguns casos o teto sobre a cabeça, etc. Quanto mais essa criança, ou adolescente, ou adulto (a lei é a mesma para todos) se concentrar na falta, mais falta atrairá para si mesmo em sua vida. O subconsciente só trabalha, potencializa e manifesta de acordo com as referências que recebe.

Ou seja, mesmo inconscientemente, é a própria pessoa que está magnetizando o seu subconsciente o tempo todo. É a própria pessoa que atraiu aquela situação pra sua vida. Então, pra se livrar do sentimento negativo do desvalor, da humilhação, da raiva e dirigir conscientemente a sua própria vida, é preciso reorientar o subconsciente.  E pra isso, pra reverter esse quadro, é necessário realizar um trabalho específico recuperando o amor próprio, a auto estima e atraindo o melhor que vida tem pra oferecer.

Bons trabalhos!